Jornal Simpatia de Caçapava e Região

Rua José Germano, 430 - Residencial Esperança, Caçapava - SP. CEP: 12.285-460

Presidente do PSB de Caçapava pede renúncia em desacordo com o diretório Nacional do partido

Em carta enviada no início do mês de junho ao presidente Nacional do PSB Carlos Siqueira, Dr. Vitor Tadeu, presidente do diretório municipal, renuncia seu posto por desacordo com a postura tomada pelo partido. Junto dele mais 11 filiados deixaram a legenda. Na carta de renúncia fica claro os pontos divergentes que levaram a essa decisão. O Jornal Simpatia recebeu na íntegra a carta e revela seu teor nas linhas abaixo:

Eu, Dr. Vitor Tadeu Camilo de Carvalho (...), comunico a Vossa Senhoria minha renúncia ao cargo de Presidente do Diretório Municipal do PSB em Caçapava-SP, que ocupo desde o último Congresso Municipal. Nesse ensejo designo a informar que o motivo se dá por não compactuar com as posições tomadas pelo Diretório Nacional do PSB no segundo turno das eleições de 2018 ao apoiar o candidato Haddad do Partido dos Trabalhadores. Acredito que manter a neutralidade declarada no primeiro turno para o segundo turno seria o mais correto a ser feito, poistal fato, que era notório a qualquer um, dificultou nosso trabalho na campanha do então candidato a reeleição ao governo de São Paulo Márcio França, sendo fator determinante para sua derrota e para a perda de todo um trabalho dedicado. Não bastasse esse fato, repetidos encontros do Presidente Nacional do PSB Carlos Siqueira com dirigentes do Partido dos Trabalhadores entre eles, a presidente dessa agremiação partidária Gleisi Hoffman, vão na contramão do que se espera dos dirigentes de grandes partidos que buscam passar a limpo esse país e querem a construção de uma Nação mais justa, igualitária e acima de tudo sem corrupção. Aqueles que defendem e representam indivíduos condenados por corrupção e que foram os principais responsáveis pela crise institucional, política, econômica do Brasil e a própria crise existencial da chamada esquerda progressista em nosso país, não merecem o crédito e nem sequer a possibilidade de sentar à mesa para “debater a conjuntura política atual” como foi redigida pelo próprio presidente Nacional do PSB em sua Rede Social, quando num encontro com Gleisi Hoffman em seu escritório. Lamento pela postura do PSB Nacional e por não compactuar com essas atitudes e acreditar que esse não é o caminho que o PSB deveria ter traçado, muito menos o caminho que acredito ser melhor para nossa pátria mãe Brasil, renuncio a presidência do Diretório Municipal do PSB de Caçapava, SP. Foram 12 anos no partido com o qual me orgulhei celebrar grandes nomes como Eduardo Campos, Miguel Arraes, Ariano Suassuna, Márcio França e nosso finado ex-presidente municipal (mas eterno presidente de honra) Flávio Schemy entre outros, mas que infelizmente me vejo desmotivado a continuar como presidente pelos motivos já expressados.”

Categoria: Caçapava | Publicado ás: 19/06/2019 22:43:46

Comentários