Jornal Simpatia de Caçapava e Região

Rua José Germano, 430 - Residencial Esperança, Caçapava - SP. CEP: 12.285-460

Vale do Paraíba começa a receber profissionais do novo edital do Mais Médicos

Quatro médicos do novo edital do programa Mais Médicos devem começar a atuar nos próximos dias em São José dos Campos e Guaratinguetá. A lista foi divulgada pelo Ministério da Saúde da última segunda-feira (26). A região mantinha 110 médicos cubanos pelo programa, que deixaram as unidades básicas de saúde depois do fim do acordo de cooperação entre Cuba e Brasil.

De acordo com o Ministério da Saúde, três médicos escolheram São José dos Campos como local de atuação e já entregaram a documentação e um deles Guaratinguetá. Os quatro profissionais já estão aptos para começarem a atender.

A prefeitura de São José dos Campos confirmou o número e informou que o primeiro dos profissionais deve começar a atender ainda nesta quinta-feira (29).

A cidade contava com vinte médicos cubanos pelo programa que atendiam em áreas prioritárias no programa Estratégia de Saúde da Família (ESF). Com a saída deles, o número de profissionais que atendiam pelo programa caiu quase que pela metade, restando 24 profissionais.

A gestão informou que os atendimentos estão sendo mantidos e que tem feito esforços para contratar médicos com a abertura de editais e concursos. A demanda reprimida de atendimento médico na cidade é de 110 mil consultas.

Guaratinguetá contava com três médicos pelo programa e, segundo a lista, um médico está inscrito para a cidade até agora. A prefeitura foi procurada pelo G1 para saber quando o médico deve começar a atender, mas a reportagem não obteve retorno até a publicação.

Taubaté ainda não aparece na lista divulgada pelo governo, mas segundo a prefeitura, oito médicos se inscreveram para o programa na cidade. Eles ainda estão em fase de entrega e análise de documentos. A expectativa é de que eles comecem a atuar no dia 3 de dezembro.

A maior perda do programa foi em Jacareí, 39 médicos cubanos atendiam na cidade. Ao todo, o programa de Estratégia da Família contava com 63 médicos para atendimento em especialidades prioritárias – pediatra, clínico geral e ginecologistas. Dos profissionais atuantes, apenas 24 eram servidores da administração, todos os demais eram cubanos integrantes do Mais Médicos.

Desde a decisão da Opas, a cidade perdeu 37 profissionais, outros dois permaneceram. De acordo com a prefeitura, até agora não estão previstas reposições com o novo edital. Para atender a demanda de saúde e que abriu editais e concursos para a contratação de profissionais na cidade.

O edital do Ministério da Saúde segue aberto até o dia 7 de dezembro e, ao todo, 224 profissionais inscritos já estão trabalhando. No último balanço da pasta, 8,2 mil médicos estavam inscritos. Eles têm até 14 de dezembro para se apresentarem no município escolhido e entregar todos os documentos exigidos no edital.


Fonte: g1.globo.com
Categoria: Caçapava | Publicado ás: 29/11/2018 21:31:57

Comentários